Marque já a sua consulta (21) 3268-3492 (21) 99056-8583 Marque sua consulta

Osteoartrite afeta os idosos causando limitação de movimentos


uma mão sendo examinada pelas mãos de um médico
Saiba os sintomas e como se prevenir
Dores nas articulações e diminuição da mobilidade. Isso pode ser causado por uma doença muito comum em pessoas acima dos 60 anos, a osteoartrite. Ela é caracterizada pela degeneração das cartilagens que protegem as extremidades dos ossos acompanhada de alterações das estruturas ósseas. As áreas mais atingidas são as articulações das mãos, joelhos, coxofemorais (ligação da coxa com o quadril) e a coluna.

Segundo a Sociedade Brasileira de Reumatologia (SBR), cerca de 30% a 40% dos atendimentos em ambulatórios são decorrência de problemas reumatológicos, sobretudo em idosos já que a enfermidade é um processo natural do envelhecimento, mas que pode ser agravado por diversos fatores.

Normalmente até os 40 anos, não se apresenta nenhum sintoma. Mas com o decorrer do tempo, eles começam a aparecer. Segundo Monica Giesta, reumatologista da Medcenter, os principais sinais são:
  • Dor nas articulações, que começa aos poucos e aumenta de intensidade no decorrer dos anos. Nas fases iniciais, a dor surge ao iniciar movimentos melhorando com o repouso;
  • Rigidez e diminuição da mobilidade articular. O enrijecimento tende a desaparecer segundos ou minutos depois que a pessoa começa a se movimentar, diferença importante dos casos de artrite reumatoide, em que a dor pode persistir por horas;
  • Perda de flexibilidade. Em alguns casos a pessoa pode não conseguir dobrar como antes aquela articulação;
  • Rangidos e estalos na articulação;
  • Inchaço suave, quando há inflamação.
A dra. Monica recomenda que idosos tomem alguns cuidados na medida em que a idade vai avançando para que não sofram tanto com as dores nas articulações. Veja a seguir algumas dicas para prevenção:
  • Repouse por algum tempo durante o dia e depois de atividades;
  • Adote uma postura cuidadosa ao sentar, levantar objetos e andar, para evitar posições forçadas que sobrecarreguem as articulações;
  • Evite atividades que promovam impactos repetitivos e carregamento de peso;
  • Use sapatos confortáveis que ofereçam boa base de apoio;
  • Pratique exercícios isométricos (aqueles em que a pessoa fica imóvel em uma posição, para conferir estabilidade às articulações);
  • Controle o ganho de peso;
  • Se necessário, não dispense bengalas ou andadores, que podem dar maior independência de locomoção;
  • Utilize sempre os corrimãos das escadas e as alças de apoio no banheiro;
  • Cuidado com tapetes em casa. Principalmente aqueles sem boa aderência, já que podem causar quedas e piorar os quadros álgicos.