Marque já a sua consulta (21) 3268-3492 (21) 99056-8583 Marque sua consulta

Natal: como lidar com a distância imposta pela pandemia?


uma familia reunida e alegre no natal
Reinventar tradições e manter bons relacionamentos é essencial para a saúde mental durante as festividades
Em um ano típico, a época festiva é, para muitos, momento de comemoração, alegria e confraternização com os entes queridos. No entanto, com a expectativa de um novo pico de casos de Covid-19, as recomendações sobre o isolamento resultam em um fim de ano atípico, o que pode gerar gatilhos de estresse e ansiedade por diferentes razões, como saúde, luto ou solidão.
As expectativas tradicionais do Natal foram substituídas por algumas incertezas, mas o desejo de celebrar, seja por motivos religiosos, seja pela oportunidade de compartilhar bons momentos, segue firme. Por isso, Amanda Rodrigues, psicóloga da Medcenter, dá dicas de saúde mental neste Natal.

Reserve tempo para a família e os amigos

A especialista salienta que bons relacionamentos são importantes para a saúde mental de qualquer pessoa. “É importante que nos sintamos conectados e parte de algo. Passar um tempo e compartilhar seus sentimentos com a família, os amigos e a comunidade pode ter um impacto positivo no humor e na capacidade de lidar com os problemas.”
“A temporada de festas pode parecer muito diferente este ano, mas ainda podemos manter muitas de nossas tradições sociais usuais. Talvez tenhamos que ser um pouco mais criativos. Celebração por videochamadas, canto de música virtual, amigo-oculto… Por que não começar a fazer planos para suas atualizações virtuais festivas esta semana? O mais importante é reinventar as tradições e contornar o isolamento para criar uma festividade única acompanhada de quem amamos”, comenta a psicóloga.

Concentre-se nos aspectos positivos

Nossos pensamentos são afetados por coisas que estão acontecendo em nossas vidas, como estresse no trabalho, relacionamentos, encargos financeiros. E especialmente durante o Natal, os entes queridos ausentes.
“Embora nem sempre pareça verdade, podemos controlar nossos pensamentos. Tente analisar cada pensamento que você tem e se questione se este agrega algo de positivo. Focar nos pensamentos negativos pode drenar energia e impedir você de seguir adiante. Pensamentos positivos e mais úteis ampliam o senso de possibilidades e abrem sua mente para mais opções”, explica a especialista.

Alimente-se bem

O Natal é uma época de excessos em muitos aspectos, mas talvez nenhum mais do que a comida. Uma dieta nutritiva, balanceada, é tão importante para a saúde mental quanto para a saúde física. Comidas gordurosas, refrigerantes e alimentos ricos em açúcar em abundância podem dar um impulso energético de curto prazo. No entanto, podem levar a uma queda acentuada no açúcar no sangue mais tarde, levando a mau humor e ansiedade.

Mantenha-se ativo

Não é novidade que exercícios físicos regulares geram bem-estar. Isso acontece por causa da liberação de substâncias químicas ativas chamadas endorfinas, que desencadeiam sentimentos positivos no corpo, ajudando a levantar o humor, reduzir o estresse e a ansiedade e aumentar a energia.
“Ações simples, como dar um passeio ao ar livre, podem fazer uma diferença positiva em como você se sente. Como tudo é mais legal acompanhado, então alguém que more com você ou um vizinho pode se juntar a você nessa rotina”, diz Amanda.

Limite ou corte o álcool

O álcool pode contribuir para o desenvolvimento de problemas de saúde mental, incluindo depressão e ansiedade, além de piorar as dificuldades existentes. Na verdade, beber quando você está ansioso ou estressado para melhorar o humor pode ter o efeito oposto.
“Embora possa parecer que o álcool, temporariamente, alivia a sensação de estresse ou depressão, com o tempo, o efeito oposto pode ocorrer. Com mais ocasiões sociais que oferecem mais oportunidades de beber, fique atento ao quanto você está ingerindo de álcool e sempre tenha opções sem álcool em estoque em casa”, alerta a psicóloga.

Descanse bastante

Respeitar uma boa rotina de sono é essencial para manter a saúde mental em dia. Por isso, para uma mente sã, o ideal é dormir de 8 a 10 horas por noite. “Afinal, uma noite maldormida prejudica a energia do dia seguinte, gerando um ciclo de indisposição e mau humor”, conclui Amanda.
“Que este Natal tão atípico nos ensine a oferecer afetos, e não só presentes! Que nos ajude a entender a importância de estar próximo, valorizando os pequenos gestos e o tempo de qualidade em família.”