Marque já a sua consulta (21) 3268-3492 (21) 99056-8583 Marque sua consulta

Gatilho emocional: entenda a chave para comportamentos ansiosos ou compulsivos


Homem muito frustado no escritório, com óculos na mão e pressionando a testa com os dedos
Emoções, comportamentos e pensamentos são formas que o corpo humano utiliza com a finalidade de liberar um “gatilho emocional”. Esse termo é utilizado na psicologia para denominar um estímulo emocional causado no cérebro. Esses impulsos ativam lembranças de traumas ou situações marcantes na vida das pessoas.

Isso é normal quando ocorre um fato decepcionante, seja com algo simples como um doce que não é saboroso, seja uma desilusão amorosa ou casos mais sérios, como momentos estressantes. Vários desses fatores que desencadeiam gatilhos emocionais estão, muito frequentemente, associados a questões negativas e, normalmente, trazem experiências passadas.

A psicóloga da Medcenter Marília Costa explica que qualquer acontecimento que traga a lembrança de um trauma que ficou gravada em nosso subconsciente pode desencadear comportamentos ansiosos, de depressão ou até compulsivos ou servir como gatilho para eles.

Segundo a especialista, qualquer pessoa pode ter seu gatilho disparado a qualquer momento na vida. O que fará a diferença para lidar com essa situação é como cada um vai trabalhá-los emocionalmente. Procurar a ajuda profissional de um psicólogo para entender o que está acontecendo e identificar as causas pode fazer toda a diferença para aprender a lidar com esses momentos.