Marque já a sua consulta (21) 99056-8583 Marque sua consulta

Dia Mundial da Doença Inflamatória Intestinal: entenda tudo sobre essa condição


doenças inflamatorias intestinais
Termo agrupa diferentes doenças que afetam o trato gastrointestinal
O Dia Mundial da Doença Inflamatória Intestinal (DII), comemorado anualmente em 19 de maio, é uma campanha que visa gerar conscientização sobre a enfermidade e visibilidade para a doença. Apesar de acometer mais de 6 milhões de pessoas no mundo, segundo dados da publicação The Lancet, ainda se trata de uma condição amplamente desconhecida.
Entendendo a doença

Doença inflamatória intestinal (DII) é um termo para duas condições principais, caracterizadas por inflamação crônica do trato gastrointestinal: a doença de Crohn e a retocolite ulcerativa. Embora similares, há diferenças entre ambas. Enquanto a primeira pode afetar qualquer parte do trato gastrointestinal (da boca ao ânus), atingindo as múltiplas camadas das paredes dos órgãos, a segunda é focada na camada mais interna do intestino grosso e do reto.
O que causa a DII?

De acordo com o dr. Daniel Kushnir, coloproctologista da Medcenter, a causa exata é desconhecida, mas a DII é o resultado de um sistema imunológico defeituoso. “Quando funciona adequadamente, a imunidade do corpo ataca organismos estranhos, como vírus e bactérias, para proteger o corpo. Nessa doença, o sistema imunológico responde incorretamente aos gatilhos ambientais que causam inflamação do trato gastrointestinal. Também parece haver um componente genético – alguém com histórico familiar de DII tem maior probabilidade de desenvolver essa resposta imunológica inadequada”, explica.
Quais são os sintomas da DII? Quais são os sintomas da DII?

Alguns dos sintomas mais frequentes são:
  • Diarreia persistente;
  • Dor abdominal;
  • Fezes com sangue;
  • Perda de peso;
  • Fadiga.
Como a DII é diagnosticada?

O diagnóstico usa uma combinação de endoscopia (para a doença de Crohn) ou colonoscopia (para a colite ulcerosa) e estudos de imagem, como radiografia de contraste, imagem por ressonância magnética (MRI) ou tomografia computadorizada (TC). Os médicos também podem verificar amostras de fezes para garantir que os sintomas não sejam causados por uma infecção ou realizar exames de sangue para ajudar a confirmar o diagnóstico.

Como a DII é tratada?

Vários tipos de medicamento podem ser usados para tratar a DII, como aminossalicilatos, corticosteroides (como a prednisona), imunomoduladores e a mais nova classe aprovada para DII, os “biológicos”. Além disso, diversas vacinas para pacientes com DII são recomendadas para prevenir infecções.
A DII grave pode exigir cirurgia para remover partes danificadas do trato gastrointestinal, mas os avanços no tratamento com medicamentos significam que a cirurgia é menos comum do que há algumas décadas. Uma vez que a doença de Crohn e a retocolite ulcerosa afetam diferentes partes do trato gastrointestinal, os procedimentos cirúrgicos são diferentes para as duas condições.

CNPJ: 28.782.745/0001-79 :: Medcenter LTDA
Copyright © 2018-2019 Todos os Direitos Reservados
Desenvolvimento: