Marque já a sua consulta (21) 3268-3492 (21) 99056-8583 Marque sua consulta

Cinco fatores de risco que podem levar a problemas reumáticos



Estilo de vida saudável é eficaz para prevenir doenças e melhorar patologias reumáticas
O termo “reumatismo” engloba um conjunto vasto de doenças que acometem, principalmente, o aparelho locomotor – em outras palavras, os ossos, as articulações, as cartilagens, os músculos, os tendões e os ligamentos. Apesar de essas doenças serem comumente associadas à idade, suas causas são multifatoriais, e conhecer os principais fatores de risco é a melhor forma de se prevenir.

Por que é importante?

De acordo com a dra. Monica Giesta, reumatologista da Medcenter, nem todas as causas das doenças reumáticas são evitáveis, como no caso das genéticas. “No entanto, muitas delas estão associadas ao estilo de vida. Dessa forma, fazer melhores escolhas e adotar uma rotina saudável significa evitar riscos de problemas crônicos – sem cura – que prejudicam o sistema locomotor e trazem impacto negativo à qualidade de vida”, explica.

Sedentarismo

O sedentarismo está entre os principais fatores de risco de uma série de doenças, e as reumatológicas não ficam de fora. Ser sedentário significa ter músculos mais fracos. Assim, as articulações acabam sendo sobrecarregadas, e o paciente se torna mais suscetível ao aparecimento de lesões e inflamações. Por isso, praticar atividades físicas regularmente – mesmo os pacientes que já têm reumatismo – pode proteger o corpo e melhorar o condicionamento físico.

Obesidade

Não é mistério que a obesidade é um fator de risco para o aparecimento de diversas doenças. No caso das reumáticas, o sobrepeso pode gerar dor na lombar, além de desgaste e dor nas articulações. A artrose está entre as principais condições causadas pelo excesso de peso.
Alimentação

Uma dieta rica em gorduras e alimentos ultraprocessados pode piorar um quadro de doenças reumáticas, bem como agravar as que já existem. Já o excesso de carnes vermelhas e frutos do mar pode precipitar crises de gota em pacientes suscetíveis. Por isso, fazer um acompanhamento com um profissional de nutrição e adotar uma rotina de alimentação balanceada também é uma forma de prevenir o reumatismo.

Álcool

O abuso de bebidas alcóolicas leva ao aumento do ácido úrico no sangue. Assim sendo, quando se torna uma rotina, prejudica as articulações, causando inflamação, dor e inchaço. A longo prazo, também pode acelerar crises de gota que, por razões genéticas, já agravam a doença.

Tabagismo

O tabagismo é destaque entre as causas evitáveis associadas a inúmeras doenças, como artrite reumatoide e lúpus. O cigarro também pode piorar os sintomas de outras condições reumáticas preexistentes. Além disso, o fumo pode dificultar os tratamentos para o reumatismo.